O volume é 17,1% acima do registrado no mesmo período do ano passado, quando foram embarcadas 48,7 mil toneladas

As exportações de carne suína in natura totalizaram em julho desde ano 57 mil toneladas, volume 17,1% acima do registrado no mesmo período de 2017, quando foram embarcadas 48,7 mil toneladas. Com este desempenho, a receita do setor chegou a US$ 105,8 milhões, número 13,8% inferior que o saldo de julho de 2017, com US$ 122,7 milhões, conforme dados da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA).

As exportações entre janeiro e julho totalizaram 293,7 mil toneladas, volume 14,2% menor que as 342,4 mil toneladas embarcadas nos sete primeiros meses do ano passado. A receita das vendas chegou a US$ 619,3 milhões, resultado 28,2% menor que os US$ 863 milhões obtidos em 2017.

Ricardo Santin, diretor-executivo da ABPA, ressalta que: “O comportamento visto nas exportações de carne suína é influenciado pelos mesmos fatores registrados da carne de frango.  Ao mesmo tempo, perduram as fortes compras de produtos pelos chineses, reduzindo os impactos do embargo russo ao setor brasileiro.  Apesar disto, se considerarmos a média dos dois últimos meses somados, vemos volumes de embarques de 43,4 mil toneladas, dado em patamar próximo ao da média registrada em 2017”.

Em São Paulo, o preço do suíno vivo recuou 10% no mês de julho, com quedas consecutivas, conforme indicam dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea). Nem mesmo na primeira quinzena, período em que geralmente a demanda aquecida eleva os valores, os preços se sustentaram.

O motivo da desvalorização, segundo o Cepea, é a menor demanda por parte de frigoríficos, que reduzem o ritmo de aquisição de novos lotes diante da fraca procura na ponta final. Na região SP-5 (Bragança Paulista, Campinas, Piracicaba, São Paulo e Sorocaba), o preço médio do suíno vivo foi de R$ 3,16/kg em julho, baixa de 9,9% frente a junho e de 14,8% na comparação com julho/17. No Oeste Catarinense, o preço médio do animal foi de R$ 2,98/kg, recuo de 2,9% em relação a junho/18 e de 11,4% frente a julho/17.

A Bolsa de Suínos de São Paulo definiu pela manutenção em suas referências, com valores entre R$ 60 a R$ 62 a arroba, respectivamente R$ 3,20 a R$ 3,30 o quilo do animal vivo. Para a Associação Paulista dos Criadores de Suínos (APCS), esse cenário de manutenção frustra os produtores, que agora necessitam de novos realinhamentos de preços, em vista que o custo de produção continua em alta.

SOBRE A PORKEXPO:

A PORKEXPO 2018 e IX Congresso Internacional de Suinocultura, o maior evento da suinocultura mundial, será realizado entre 26 e 27 de setembro, no Hotel Recanto Cataratas Thermas Resort & Convention, em Foz do Iguaçu (PR). Abordando o tema “CARNE DO FUTURO” a 16ª edição vai promover uma grande celebração do que a suinocultura tem de melhor: mercado, marketing, gestão, agregação de valor, qualidade, tradição, cultura e inovação.

A PORKEXPO nasceu em 2002 para se consolidar como o maior evento da suinocultura mundial, e tem como expositores empresas nacionais e internacionais que atuam diretamente na Suinocultura. Com um público altamente qualificado, o evento é uma ocasião única para empresas promoverem seus produtos e serviços. Também é uma oportunidade para empresas que buscam reforçar a sua marca e presença no mercado brasileiro e da América Latina.

Os participantes são fabricantes e fornecedores da Suinocultura nas seguintes áreas: Genética, Nutrição, Transportes e Logística, Saúde Animal, Serviços, Software para gerenciamento, Equipamentos, Armazenagem, Insumos, Sementes e Grãos, Produtos Veterinários, Inseminação Artificial e Equipamentos para laboratórios.

Entre as empresas que já confirmaram presença estão: Alltech, Casp, Yes, Microvet, Embrapa, Trouw Nutrition, Big Dutchman, ABCS, Maxsui, Usixtek, Vetoquinol, Mig-Plus, Boehringer Ingelheim, Vaccinar, Crystal Spring, De Heus, Vetanco, STA, Plasson, Suinorte, Avioeste, Dosatron, MS Shippers, Agrozootec, Poly Sell, NTC, Museu Suínos, Farenzena, ICC, Agromarau, ABPA, Choice Genetics, MSD, DB, Scrofa Tech, Equittec, Forluz, GX do Brasil, Camfil e muito mais.

Acompanhe todas as notícias sobre o evento com nossos parceiros de mídia: O Presente Rural, Safras&Mercado, Notícias Agrícolas, Revista Gestão e Negócios, La pagina del Cerdo 3tres3, Suino.com, Revista PORK e Revista AgroMulheres.

Mais informações:
www.porkexpo.com.br
porkexpo@safewayagro.com.br
+ 55 (19) 3305.2295

Fonte: PORKEXPO com informações ABPA, Cepea e APCS