ABPA informa que caso no Ceará não é PSA

A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) reforçou em nota que o foco notificado no Ceará refere-se a Peste Suína Clássica (PSC), doença diferente e de menor gravidade que a Peste Suína Africana (PSA). “O Ceará não está inserido na área brasileira reconhecida como livre da enfermidade pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE)”, afirma. A entidade diz ainda confiar no “rápido e efetivo trabalho do Ministério da Agricultura”, e das autoridades sanitárias estaduais do Ceará para controlar e eliminar o foco detectado.

Relacionados

Deixe um Comentário