China relata novo surto de Peste Suína Africana (PSAP na Mongólia Interior

O ministério da agricultura da China disse na quinta-feira que havia confirmado um surto de peste suína africana em uma fazenda na região norte da Mongólia Interior, o décimo surto registrado até agora neste ano. O surto foi detectado em uma fazenda perto da cidade de Baotou de 432 porcos, dos quais 343 morreram. Dois outros surtos foram registrados recentemente em Xinjiang, a noroeste da Mongólia Interior.

“A epidemia está ocorrendo em alguns pontos e nenhum surto regional ocorreu”, disse o Ministério da Agricultura e Assuntos Rurais em nota em seu site. A maioria dos casos da doença não é relatada, entretanto, e a indústria disse que a peste suína no norte da China teve um impacto significativo na produção de suínos no primeiro trimestre deste ano. 

A China vai dividir o país em cinco zonas a partir de 1º de maio na tentativa de conter a doença, que costuma ser mortal para os porcos, mas não para as pessoas. Apenas suínos reprodutores e leitões poderão transitar pelas fronteiras regionais, de acordo com as novas regras.

Restrições à movimentação de suínos podem causar discrepâncias de preços entre as regiões, disse a Fitch Ratings na quarta-feira. As regiões produtoras no nordeste e centro da China podem enfrentar excesso de oferta, enquanto as grandes regiões consumidoras, como leste e sul da China, podem buscar carne suína adicional externamente, disse o relatório.

Relacionados

Deixe um Comentário