Governo corta tarifa de importação da soja e do milho provisoriamente

Com os preços da soja e do milho em alta no mercado brasileiro, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) deverá zerar a tarifa de importação dos dois produtos. (A notícia está sendo divulgada com exclusividade pelo Estadão, a partir de seu serviço de informações, o Broadcast Agro. A reunião, com a tomada da decisão, foi encerrada após as 20 horas de ontem, e ainda não há a confirmação oficial por parte da Camex. Em agosto, a medida estava em discussão.

A ideia é ter mais oferta dos grãos internamente para aumentar a competição e puxar os preços para baixo. Com o real desvalorizado favorecendo os preços no mercado externo, os produtores de soja e milho destinaram a produção para a exportação, o que aumentou o preço dos produtos vendidos no Brasil. O pedido para zerar a tarifa partiu de produtores de proteína animal, que usam os insumos em ração. Representantes dos Ministérios da Economia, Relações Exteriores, Agricultura, além da Presidência da República, se reuniram virtualmente ontem para discutir a situação.

De acordo com fontes que acompanharam a reunião de da tarde e noite de ontem, apesar de haver consenso na câmara sobre a necessidade de zerar a tarifa, ainda se debate por quanto tempo poderá valer a isenção: até janeiro, março ou junho. A votação sobre o tema era esperada até as 20h. O Ministério da Economia ficou de divulgar uma nota sobre a decisão após esse horário.

Relacionados

Deixe um Comentário