PortugueseEnglishSpanish
PortugueseEnglishSpanish

ABCS solicita ao MAPA carne suína na merenda escolar

A Associação Brasileira de Criadores de Suínos (ABCS) levou para a Câmara Setorial de Suínos e Aves do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), na última terça-feira (28), o tema inclusão da carne suína e de seus derivados nos programas de aquisição para a merenda escolar (PNAE), e outros programas de aquisição de alimentos por parte dos órgãos públicos (PAA/Alimenta Brasil). A pauta é prioritária para a ABCS e visa promover uma alimentação nutritiva e fomentar a participação dos suinocultores nos diversos municípios do Brasil.

O pleito é uma demanda da ABCS junto às suas afiliadas, e vem sendo debatido com o MAPA desde o primeiro trimestre deste ano, disse a diretora técnica da ABCS, Charli Ludtke. “Já tivemos reuniões com a equipe da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) do MAPA e debatemos sobre as diversas formas de incentivos para realizar a inclusão da carne suína nos programas de aquisição de alimentos por parte dos órgãos públicos.  Hoje queremos reiterar o pleito perante a Câmara e compartilhar com o grupo a necessidade desta demanda, tendo em vista a crise que os produtores enfrentam, e também pela carne suína atender todas as características nutricionais, de qualidade dos produtos cárneos, e da grande competitividade em relação à carne bovina. Nos cabe incentivar o aumento do consumo interno desta proteína que está presente em todas as regiões do Brasil”, explicou Ludtke.

Representando a SAF do MAPA, esteve presente a coordenadora-geral substituta de acesso a Mercados, Maria Antônia Moreira da Silva, que na oportunidade explicou que o tema é prioridade da Pasta e que a inclusão da carne suína na merenda escolar e nas compras governamentais será pauta da próxima reunião do grupo gestor do projeto Alimenta Brasil. Ainda na oportunidade, Charli se colocou à disposição para explanar sobre a importância do tema para a suinocultura nacional nas agendas dos grupos de trabalho. “A participação dos suinocultores de diversos municípios para que a carne suína possa ter acesso ao mercado da merenda escolar e das compras governamentais fortalecerá os diversos elos da cadeia (produtores, cooperativas, frigoríficos, associações), e assegurará a sustentabilidade da propriedade rural dos pequenos e médios produtores no campo, impulsionando o desenvolvimento econômico e social do meio rural.” Como encaminhamento, o presidente da Câmara, Ricardo Santin sugeriu que o ofício detalhando o tema, elaborado pela ABCS, seja repassado às equipes competentes do MAPA, pela Câmara, com objetivo de fortalecer a demanda.

Linha de Retenção de Matrizes no radar da ABCS – A linha de Retenção de Matrizes no Plano Safra 2022/2023 também foi abordado pela consultora Governamental da ABCS, Luciana Lacerda, que na reforçou a importância das adequações ao custeio pecuário de forma permanente no Plano e a possibilidade da linha de retenção de matrizes com prazo estendido.  “A ABCS vem trabalhando para a inclusão e adequação ao custeio pecuário de forma permanente no Plano Safra, sem limite de prazo para retirada, proporcionando aos produtores a possibilidade de solicitar o crédito até o fim do recurso disponível no referido Programa.” Às vésperas do lançamento do Plano Safra, os representantes técnicos da Secretaria de Política Agrícola preferiram esperar os números que serão divulgados pelo Planalto nos próximos dias.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.